Sunday, March 11, 2007

Hilda Hilst: Verses for a Beloved Gentleman



Verses with Much Love
For a Beloved Gentleman

I.
Ship
Bird
Windmill
And everything else I’ll become
So that I may
Step more gingerly
Along your path.

I.
Nave
Ave
Moinho
E tudo mais serei
Para que seja leve
Meu passo
Em vosso caminho.



XIII.
You say that I am vain.
And that, as you understand it,
Women of tender age
Who don’t want to become lost

Must not have so many
And such daydreams.

Sir, if I add to myself
Flowers and lace, satin,
If I loosen my hair in the wind
It’s for you, not for me.

I have two content eyes
And a fresh, rosy mouth.
And vanity only permits
Vanities when wished-for.

And besides you
I wish for nothing else.

XIII.
Dizeis que tenho vaidades.
E que no vosso entender
Mulheres de pouca idade
Que não se queiram perder

É preciso que não tenham
Tantas e tais veleidades.

Senhor, se a mim me acrescento
Flores e renda, cetins,
Se solto o cabelo ao vento
É bem por vós, não por mim.

Tenho dois olhos contentes
E a boca fresca e rosada.
E a vaidade só consente
Vaidades, se desejada.

E além de vós
Não desejo nada.

Source:
"Trovas de muito amor para um amado senhor"
(Poesia: 1959-1979 - São Paulo: Quíron; [Brasília]: INL, 1980.)

1 comment:

ETC said...

Menina, você é demais! Ótimo trabalho esse de traduzir para "o estrangeiro" a beleza da poesia de Hilda. Gosto muito dela e você parece gostar muito mais que eu! (risos)

Ah, e muito obrigado pela tradução que fez de meu haicai! É uma mensagem que precisa ser divulgada em várias línguas mesmo!

A propósito, falando em Hilda, está sabendo do trabalho que o Zeca Baleiro está fazendo? (não sei se ele já concluiu)

Pois bem, ele pegou um conjunto de poemas desta diva e pôs música. E ainda contou com várias outras divas da música (Maria Betânia e Ângela Maria são alguns nomes) para interpretá-las! Estou ansioso pelo lançamento dessa obra! Vai arrasar muito, hein?

Beijão, moça!